terça-feira, 10 de abril de 2018

Brasil já tem 22 campeões estaduais.



Fonte: Futebol Interior
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




 
O domingo foi de festa para 17 clubes e tristeza para outras 17 torcidas


O domingo foi de festa para 17 clubes e tristeza para outras 17 torcidas. O final de semana foi marcado por decisões de campeonato de Norte a Sul do Brasil. Desde competições tradicionais, como o Paulistão e o Carioca, até estaduais com menos glamour, como Acreano e Sul-Matogrossense. 


Em São Paulo, o Corinthians mostrou superação para superar o “primo rico” Palmeiras. O mesmo aconteceu com Cruzeiro e Botafogo, que saíram em desvantagem na ida, mas conquistaram a taça com vitórias emocionantes na volta. 

Em Goiás, o Goiás confirmou sua hegemonia ao conquistar o tetracampeonato. Por outro, lado três acabaram com longos jejuns estaduais. O Grêmio não vencia o Gaúcho desde 2010. No Alagoano, o CSA não levantava a taça desde 2008. Já o Náutico não era campeão desde 2004. Mas ninguém supera o Sobradinho, que no sábado, foi campeão do Brasiliense pela primeira vez desde 1986. 




Confira os campeões estaduais de 2018: 

Paulistão – Corinthians (29º títulos e 2º consecutivo) 
Paulista da Série A2 – Guarani (2º título) 
Acreano – Rio Branco (47º título) 
Alagoano – CSA (38º título) 
Amazonense – Manaus (2º título e 2º consecutivo) 
Baiano – Bahia (47º título) 
Brasiliense – Sobradinho (3º título) 
Carioca – Botafogo (21ª título) 
Capixaba – Serra (6º título) 
Catarinense – Figueirense (18º título) 
Cearense – Ceará (45º título e 2º consecutivo) 
Gaúcho – Grêmio (37º título) 
Goiano – Goiás (28º título e 4º consecutivo) 
Maranhense - Moto Club (26º título) 
Mato-grossense – Cuiabá (8º título e 2º consecutivo) 
Mineiro – Cruzeiro (37º título)
Paraense – Remo (45º título)
Paraibano – Botafogo (29º título e 2º consecutivo)
Paranaense – Atlético-PR (24º título)
Pernambucano – Náutico (22º título)
Potiguar – ABC (55º título e 3º consecutivo)
Sul-mato-grossense – Operário (11º título) 









quarta-feira, 14 de março de 2018

Venus Williams vence Sevastova e vai às quartas de final em Indian Wells



Fonte: Super Esportes
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES) Matthew Stockman/AFP
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)



Veterana de 37 anos passa por letã em sets diretos e avança em casa.(Gazeta Press) Foto: Matthew Stockman/AFP 

INDIAN WELLS

Venus teve dificuldade contra Sevastova, mas venceu por 2 sets a 0 e se classificou.




Nesta terça-feira, 13/03, Venus Williams garantiu vaga para as quartas de final de Indian Wells. A tenista de 37 anos superou a letã Anastasija Sevastova por sets diretos com parciais de 7/6 (8-6) e 6/4 na terceira rodada da competição em solo americano. 

O começo da partida foi bastante louco, com três quebras de saque seguidos. Apesar da tenista de 20 anos ter conseguido abrir 4 a 2, Venus Williams utilizou sua experiência para empatar a parcial, passar por cima de um set point desperdiçado e vencer o tie-break por 8 a 6. 

A americana até começou mal a segunda parcial, vendo Sebastova abrir 3 games a 0. Contudo, a número 8 do mundo conseguiu reverter rapidamente o cenário, empatando o set em 3 a 3. Com mais uma quebra, Williams precisou apenas confirmar seu saque para vencer a partida. 

Nas quartas de final, Venus Williams, que é a cabeça de chave número oito, irá enfrentar a vencedora do confronto entre a espanhola Carla Suárez Navarro e americana Danielle Collins.





domingo, 18 de fevereiro de 2018

Empatado em 1 a 1, clássico foi encerrado por falta de jogadores suficientes do Vitória em campo




Fonte: Site oficial do Bahia
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Esporte Clube Bahia.com.br
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)





O primeiro Ba-Vi da temporada 2018, neste domingo (18), no Barradão, não teve 90 minutos de disputa e foi encerrado no meio do 2º tempo, pela falta de jogadores suficientes em campo por parte do Vitória. O jogo estava empatado em 1 a 1 e o resultado final do clássico será decidido posteriormente. 

O Regulamento Geral das Competições da CBF, em seu artigo 56, parágrafos 3 e 4, indica que: “§ 3º – Após o início da partida, se uma das equipes ficar reduzida a menos de sete (7) atletas, dando causa a essa situação, tal equipe perderá os pontos em disputa. § 4º – O resultado da partida será mantido, na aplicação do § 3º, se, no momento do seu encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida por um placar igual ou superior a três (3) gols de diferença; e se tal não ocorrer, o resultado considerado será de três a zero (3 x 0) para a equipe adversária”. 






Em campo, o Tricolor começou bem o clássico, pressionando o adversário em seu campo de defesa, e criou chances de abrir placar, sobretudo numa grande cabeçada de Kayke, forçando uma ótima defesa de Fernando Miguel. 

Mas quem saiu na frente foi o Vitória. No lance do gol, aos 33, Yago ganhou com a mão uma dividida com a zaga do Esquadrão, e no desenrolar, a bola sobrou para Denílson, que chutou para uma primeira defesa de Douglas, e fez o gol no rebote. 





Logo na largada do 2º tempo, o Bahia chegou ao empate após um escanteio, num toque de mão de Uillian Corrêa dentro da área. Na cobrança do pênalti, aos 4 minutos, Vinícius deslocou o goleiro e empatou o jogo.

Na comemoração, uma briga generalizada foi iniciada e após mais de 10 minutos de paralisação, sete atletas foram expulsos: os reservas Edson e Rodrigo Becão, e os titulares Lucas Fonseca e Vinícius, do Bahia, além de Denílson, Rhayner e Kanu, do Vitória. 





O jogo foi reiniciado, e aos 33, mais duas expulsões contra o Vitória. Primeiro, Uillian Corrêa segurou Zé Rafael e recebeu seu 2º amarelo. Na cobrança da falta, Bruno Bispo chutou a bola para longe e também foi advertido pela 2ª vez na partida. Assim, com apenas sete atletas em campo do Rubro-Negro, o árbitro Jaílson Macedo de Freitas finalizou o duelo, como indica a regra do futebol. 







segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Lemuel, um jovem talento à espera de uma oportunidade



Texto e edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens e informações Enviadas por Rosinaldo Souza
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)





Rosinaldo Souza está nos apresentando o seu filho, Lemuel, considerado por muitos, um bom jogador de futebol, que espera uma oportunidade em um time profissional.

Dados:

Nome Completo: Lemuel do Nascimento Oliveira
Nascimento: 10/07/1997
Naturalidade: Guarabira-Paraíba;
Posição em campo: Meio campista ou meia atacante;
Equipes que atuou: Apenas em uma universidade americana, quando fez um intercâmbio de 05 meses. Ele é amador.







Ele entrou em contato conforme explicação dada por ele mesmo:


Achei sua assessoria no site da CBF em uma escolha inopinada. Mesmo o senhor aposentado, ainda com certeza tem contatos bons.

Nessa caminhada tentando conseguir uma pessoa que abra as portas, encontramos muitos picaretas e aproveitadores.

Sempre querendo tirar vantagem financeira, só que o grande problema é o depois.

Ele já está com 20 anos e dizem que está velho aí o senhor imagina a dificuldade de conseguir alguma coisa.





Tendo em vista vocês serem profissionais da área, gostaria que analisassem um pequeno vídeo do meu filho. A ideia é saber se o rapaz tem jeito de jogador, ele esteve nos Estados Unidos no ano passado fazendo alguns jogos por uma universidade de lá. Favor dá uma olhada no vídeo abaixo e me dá um retorno de sua avaliação.

Clique no link abaixo para assistir o vídeo


https://www.youtube.com/watch?v=uw8d0WhRXkQ









segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Dana White garante superluta entre Amanda Nunes e Cris Cyborg no UFC



Fonte: Super Esportes
Fotos: AFP
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




Dana White se empolga com desafio de Amanda Nunes e quer superluta; 
Cyborg se mostrou contrária.
Chefão se anima com possibilidade de duelo entre brasileiras campeãs

UFC
A superluta entre Cris Cyborg e Amanda Nunes está mais próxima de ser realizada no Ultimate Fighting Championship. O presidente do UFC, Dana White, se empolgou com a possibilidade e afirmou que o embate entre as brasileiras campeãs é a ‘luta a ser feita’ em 2018. 

“Amanda Nunes quer enfrentar ela. Amanda Nunes quer enfrentar Cris Cyborg. Esta é a luta a ser feita. Esta é a luta que eu vou fazer. Esta é a luta. Amanda Nunes é uma golpeadora grande, forte e poderosa. Acredito que o jogo dela casa muito bem com a Cyborg. Acredito que é uma luta divertida. Esta é a luta a se fazer”, reiterou o dirigente, em entrevista ao Yahoo Sports. 

Campeã do peso galo, com duas defesas bem-sucedidas de cinturão, Amanda Nunes começou a desafiar Cris Cyborg no fim do ano passado. Já campeã do peso pena disse que não gostaria de enfrentar uma brasileira, mas se colocou aberta à negociação. A curitibana, que defendeu o título pela primeira vez com triunfo sobre Holly Holm, no UFC 219, no fim de semana passado, ainda cobrou a valorização da categoria recém-criada e criticou a subida de lutadoras somente para a disputa do cinturão da categoria até 66kg. 

Dana White, no entanto, não considerou os argumentos de Cyborg válidos. “Quando você é campeã mundial, não importa se você vai enfrentar uma brasileira, uma alemã, uma porto-riquenha, uma cubana, quem quer que seja. Você enfrenta quem quer que tente tirar o seu cinturão”, decretou.








domingo, 10 de dezembro de 2017

Virna Jandiroba, campeã mundial invicta



Fonte: Superlutas.com.brs
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




Nome: Virna Jandiroba
Apelido: Carcara
Cartel: 12 Vitórias
0 Derrotas
Vitórias: 0 Nocautes (0%)
10 Finalizações (83%)
2 Decisões dos juizes (17%)
0 Outras (0%)
Derrotas: 0 Nocautes (0%)
0 Finalizações (0%)
0 Decisões dos juizes (0%)
0 Outras (0%)
Equipe:
Altura: 157.48 cm
Peso: 52.16 kg
Data de nascimento: 30/05/1988
Cidade: Serrinha, Bahia
Pais: Brasil





Adversário
Método
Evento
Data
R
T
Finalização (Arm-lock)
Invicta FC 26 - Maia vs. Niedzwiedz
08/12/17
1
2:5
Decisão (Dividida)
F2N - Fight 2 Night 2
28/04/17
3
5:0
Finalização (Arm-lock)
Imperium - MMA Pro 12
26/11/16
1
0:4
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
F2N - Fight 2 Night
04/11/16
1
2:2
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
FO - Fight On 3
30/07/16
1
2:3
Finalização (Arm-lock)
MNA MMA Circuit 2 - MNA MMA Circuit 2016
09/04/16
2
3:2
Decisão (Unânime)
O Rei da Arena Fight - The King of Arena Fight 2
14/11/15
3
5:0
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
VFC 4 - Velame Fight Combat 4
12/09/15
1
2:5
Finalização (Triângulo)
BFC 2 - Banzay Fight Championship 2
16/05/15
1
1:5
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
MMASH - MMA Super Heroes 7
15/11/14
2
4:3
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
The Iron Fight 2.0 - MMA Tournament
21/12/13
3
N/A
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
PFL - Premier Fight League 10
15/06/13
1
0:4